BLOG DA LIBÉLULA

Mudança de carreira: 5 passos para se preparar para uma transição segura

mudança de carreira
Image by Freepik

O medo da mudança está presente em diversas áreas da nossa vida. E não poderia ser diferente quando falamos de uma mudança de carreira. A forma como olhamos para o trabalho, assim como o tempo e energia que investimos nele, são fatores vinculados ao nosso bem-estar físico e mental. Quando persistimos em uma carreira que nos deixa infeliz, não somente a área “trabalho” é influenciada, como todas as outras (família, relacionamentos, saúde…). 

Hoje quero trazer 5 passos para uma mudança de carreira serena, que te permita desfrutar do prazer de trabalhar com algo realmente alinhado com sua mentalidade, valores e competências.

1. Realize uma autoavaliação profissional antes da mudança de carreira

O primeiro passo é fazer uma pesquisa aprofundada sobre as profissões que despertam seu interesse. Para facilitar, tente enumerar todas as qualidades profissionais que possui, desde as soft-skills como as hard skills. Peça para colegas de trabalho e amigos citarem suas qualidades para que você também consiga adicioná-las, pois o olhar externo é fundamental nesse momento de autoconhecimento.

Caso encontre dificuldades, poderá contar com um coaching de carreira, que fará um balanço das suas competências e habilidades interpessoais. Isso te ajudará visualizar em profundidade o que você pode oferecer ao mercado e quais profissões correspondem às suas qualidades.

2. Use as habilidades que já tem ao seu favor

Quando o tema é transição de carreira, ouvimos muitas vezes a expressão “começar do zero”. Porém, isso não é verdade. Seja ao enfrentar uma mudança de carreira aos 40, ou mesmo ao considerar mudar de carreira aos 50 anos, já possuímos uma bagagem enorme de conhecimentos que podem ser úteis para a nova carreira. 

Eu, por exemplo, uso as minhas competências relacionais e expertise empreendedora que adquiri como guia credenciada de turismo para oferecer meus serviços de coaching. São anos e anos de experiência profissional no turismo, guiando pessoas e construindo vínculos: nadas mais natural do que aproveitar essas habilidades nessa minha nova trajetória profissional

Você, libélula, pode fazer o mesmo: o que pode ser reaproveitado quando pensa nas suas experiências profissionais anteriores? Pense não somente em habilidades técnicas, mas também comportamentais. 

Seus antigos colegas de trabalho podem, inclusive, ser verdadeiros embaixadores do seu sucesso: novos clientes podem chegar através deles, por exemplo. Lembre-se que transformar a sua trajetória profissional é possível ao usar seus conhecimentos anteriores, além do networking que já construiu. 

3. Defina seus objetivos para conseguir organizar a sua transição de carreira  

Uma mudança de carreira envolve muito planejamento. Para conseguir materializar esse desejo, é preciso traçar um plano de ação com objetivos concretos e prazos. Caso a sua transição precise de novas habilidades comportamentais ou técnicas, crie um calendário onde poderá determinar os dias dos estudos e o tempo necessário para dominar os novos conhecimentos.

Estes objetivos também podem incluir conhecer pessoas que já trabalhem na área, inclusive pessoalmente, se possível. Tente ser precisa: ao invés de anotar “conhecer pessoas da área”, escreva “me conectar com 5 mulheres no LinkedIn que estejam trabalhando ativamente na área e propor uma call ou encontro com cada uma delas”.

Coaching e carreira: os dois podem caminhar juntos!

Tente definir seus objetivos de carreira e separar um tempo na agenda para conseguir alcançá-los. Sua mudança de carreira deve ser encarada como uma prioridade profissional. Para conseguir manter a motivação ao longo desse projeto, pode pedir auxílio a um coaching ou mentor de carreira

Essa é uma das formas de não se perder ou se deixar distrair pelas várias outras atividades em nossa rotina. Juntas, podemos discutir sobre métodos de ação, gestão do tempo, paixões e pontos fortes, além de outros assuntos que te farão ganhar confiança para ir mais longe e sair da inércia

4. Tenha humildade para aprender e se inserir na área

Muitas mudanças de carreira envolvem aprendermos novas habilidades. Vamos pensar no exemplo de uma mulher bancária com o sonho de tornar chef pâtissière. Sabemos que muitos cursos e formações serão necessárias neste caso, e que as primeiras experiências profissionais serão na forma de estágios. 

Ter humildade de aprender e começar em posições iniciantes é essencial. Afinal, o conhecimento não vem marcado com um limite de idade ou de validade. 

Lembro de quando fiz minha reconversão de carreira depois dos 30 anos: muitos julgavam que era tarde demais para investir em algo novo, para estudar para um concurso difícil (que muitos julgavam desnecessário, já que existem guias não credenciados…). Eu, indo na contramão dessas opiniões, segui acreditando que era possível, e que batalharia para ter meu diferencial no mercado. Eu soube que aos poucos iria ganhar meu espaço.

É preciso, como dizem, “aprender a aprender”, ainda mais quando somos maduras e vemos uma limitação na idade. Ao contrário do que diziam, eu soube reutilizar e reciclar a minha bagagem anterior, sempre com humildade para descobrir que outro caminho era, sim, possível.

5. Saiba vender suas qualidades na sua mudança de carreira

A mudança de carreira depois dos 40 ou em qualquer idade envolve saber como valorizar nosso conhecimento diante de outras pessoas. É saber escolher as palavras certas e manter uma imagem profissional coerente. Demonstrar segurança e confiança em si mesma será primordial para conseguir seus primeiros trabalhos ou clientes. 

Por isso, é importante deixar a postura de “impostora” de lado: você é capaz, tem a formação necessária e está mais do que pronta para dar seus primeiros passos. Claro, na prática, isso é mais difícil do que parece, pois devemos enfrentar crenças limitantes e aprender a desenvolver nosso poder pessoal para obter os primeiros resultados.

Você busca mudar de carreira e encontra dificuldades para visualizar melhor o que fazer, por onde começar, quais habilidades pode usar? Vamos juntas tirar essa vontade do papel e colocar na prática um plano de ação, com todo o acompanhamento que precisa para o seu planejamento de carreira. Não importa se você deseja mudar de carreira aos 50 anos, aos 40, ou aos 30. 
74 / 100
plugins premium WordPress